Terça-feira, 28 de Março de 2006
MATERNIDADES & OUTRAS COISAS
Ja ha tempos que me quer parecer, que o nosso PM esta a tentar vender (ou ja vendeu) o nosso Portugal(zito) a "los espanoles". Mas agora quando se decide encerrar a maternidade de Elvas, e por as senhoras daquele concelho e arredores, a "parir" em Badajos, coisa que nem lembrava ao diabo, vem dar razao as meus pensamentos. Devemos estar mesmo mal de financas e, ou, nao ter-se mesmo nenhum amor proprio, para por-mos os nossos filhos a nascer em pais alheio.
Elvas nao e capital de distrito mas tomar essa decisao, so indicia que em territorio nacional nao existe outra maternidade relativamente perto, o que por si so justificaria a continuacao.
Mas tambem entre nos, existem varios iluminados, que advogam o encerramento da maternidade da Guarda, e por as mulheres do distrito a cumprir a missao "parideira", no de Castelo Branco.
Desta vez talvez ainda escape, porque as clientelas partidarias ainda parece terem alguma influencia, mas vamos pondo as nossas barbas de molho, porque os senhores doctores talvez prefiram viver em Coimbra, que tem temperatura mais amena. E como este (des)governo talvez deseje e satisfazer o importante lobi dos medicos entre outros, e como o interior ja tem tampouco, ha que tirar-lhe o que resta.
Isto e realmente a evolucao no seu melhor e, o verdadeiro desenvolvimento do interior.
Nao tera vergonha esse "cavalheiro" em ainda vir votar a Covilha?
publicado por dalgodres às 09:00
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
 O que é? |
Sábado, 25 de Março de 2006
GOVERNADORES CIVIS
Afinal ainda nao e desta, que vao ser extintos os governadores civis, primeiro porque a constituicao tal como esta, nao o permite e, segundo porque tambem nao interessa, extingir 13 lugares de nomeacao governamental(queria dizer partidaria) e seus acessores.
Se o problema fosse so a constituicao, talvez fosse facil a resolucao do problema, bastava um acordo com os partidos da oposicao, para a modificacao desse artigo, mas a mim parece-me mais que nem este governo, nem outros, estaram interessados em perder, mais estes postos de nomeacao, pois a faze-lo nao podem satisfazer os apetites politicos regionais (quero dizer distritais).
Enquanto andamos para traz e para a frente como o caraguejo, que e o que os (des)governos tem andado a fazer, vamos continuando a perder oportunidades de desenvolvimento, para gozo e prazer (economico) dos nossos vizinhos espanhois.
Mas parece que para os socialistas, o mais importante e o aborto e, o seu referendo. Uns bons abortos me sairam alguns ministros, secretarios de estado, adjuntos, acessores, etc, etc.
Se realmente querem descentralizar, regionalizar, ou chamen-lhe outra coisa qualquer, ha que comecar por baixo, pois as casas nao se constroem a partir do telhado. Facam o trabalho de casa e, entao sem grandes parangonas (so para impressionar) realizem uma verdadeira, descentralizacao de poderes e competencias.
publicado por dalgodres às 08:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |
Quinta-feira, 23 de Março de 2006
NAO A NOVAS CENTRALIDADES
Gostei de ouvir o engenheiro Socrates, afirmar que a descentralizacao (ou regionalizacao) nao iria criar novas centralidades regionais. Pareceu-me honesto quando fez essa afirmacao, no entanto devemos sempre levar em consideracao, que uma coisa sera a vontade do primeiro ministro, outra muito diferente e o poder dos lobis, eleitorais ou nao.
Aqui deste meu cantinho regional, fico a favor votos que essa vontade expressa, seja materializada na pratica politica. Creio que todos teriamos muito a ganhar, com essas medidas descentralizadoras. Mas como quando a esmola e grande ate o santo desconfia, aqui d'Algodres ficamos atentos ao desenrolar dos acontecimentos.
publicado por dalgodres às 09:14
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
 O que é? |
Sábado, 18 de Março de 2006
A REGIAO DA BEIRA (ou BEIRAS ou CENTRO)
Parece que o sentido comum comecou a imperar, para os senhores que nos governam e, que vamos brevemente ver nascer, a grande regiao que eu sempre advoguei. Pelo que ouvi na comunicacao social, essa regiao abrangera o que mais ou menos, o outrora foi a Provincia da Beira. Nem importa muito o nome que lhe ponham, o que importa isso sim, e que comecam (tardimente em minha opiniao) a descentralizar servicos e competencias.

So gostaria e que os nossos governantes, acabassem com as rivalidades, entre as cidades medias que outrora foram capitais de distrito e, deslocassem os varios servicos para as pequenas vilas e cidades e, assim contribuissem para o seu desenvolvimento.

Isso sim seria contribuir para estancar a desertificacao acentuada, e fazer algo pelo interior esquecido do nosso pais. Tambem podera esta ideia servir nao so para a nossa regiao mas para todas elas.
publicado por dalgodres às 09:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |
Sexta-feira, 10 de Março de 2006
PARA QUE SERVIRA A NOVA A25?
Sempre advoguei boas vias de comunicacao para a minha terra, pois achava que serviam para criar melhores motivos, para outros podessem interessar-se por nos, ja que infelizmente os meus conterraneos (os que puderam) ja ha muito, perderam o interesse por ela.
Felizmente Fornos foi servida desde cedo, por estradas principais, tambem teve a dita, de se encontrar na rota do caminho de ferro da Beira Alta, no entanto e para alem de ter condicoes que outras terras nao tiveram, nunca disso tera tirado grandes proveitos.
Creio que a razao podera ser encontrada em nos proprios. O facto de ser desde epocas bastante recuadas, terra de gente aristocratica tambem tera sido, uma das razoes da falta de progresso. Para alem da agricultura e, ate nisso nunca fomos inovadores, deixamos passar ao lado todas as oportunidades de desenvolvimento, muito principalmente nos anos seguintes a revolucao, ao deixar-mos no executivo camarario, gente que em nada contribuiu para o nosso desenvolvimento, muito pelo contrario.
Embora inevitavelmente (e ja muito tarde) la nos livramos dessas benditas personalidades, mas foi ja tarde de mais. Perdemos literalmente o comboio do progresso, e ate o Intercidades.
Creio que a nova Autoestrada 25, herdeira do IP5, so ira servir (e tanto queria enganar-me) para que os meus conterraneos, mais depressa possam continuar deslocalizar-se, quer para o litoral quer para a Europa, pela gritante falta de trabalhos no nosso concelho.
publicado por dalgodres às 09:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |
Segunda-feira, 6 de Março de 2006
QUEREM ESVAZIAR-NOS DE TUDO
Parece que concelhos pequenos como o nosso, nao vao ter direito a ter nada, a dar credito ao que se tem ouvido e lido.
Vao extinguir-se as comarcas, encerram-se os servicos de atendimento permanente dos centros de saude, encerram-se escolas e jardins de infancia, etc, etc...
Para alem de se pretender poupar dinheiro, para ser investido em OTAs e TGVs, ou pior ainda para ser desviado (queria dizer roubado) pelos politicos e seus apaniguados, nao consigo descortinar que tipo de desenvolvimento, querem proporcionar com estas medidas, os iluminados de Lisboa, ao nosso interior ja em si subdesenvolvido e abandonado.
O que nos carecemos e de postos de trabalho, para estancar e ate reverter a desesperada fuga das nossas gentes para o litoral e estrangeiro, e, nao e com medidas deste genero que se contribuiu para que estes postos de trabalho sejam criados, muito pelo contrario.
Qual e a empresa que se decide localizar em vilas como a nossa, que para alem da falta de outros motivos de interesse, ate lhe faltam os servicos basicos?
Provavelmente estarei a pregar no deserto, mas nao me calarei, contra estas e outras injusticas que estao prestes a cometer-se contra a nossa abandonada Beira.
Parece caros autarcas que o esforco desenvolvivo, em dotar as nosssas vilas e aldeias do que estavam carentes, (e em algumas areas ate estam melhores que outras do litoral) nao vai dar resultados, porque os nossos (des)governantes por mais que possam dizer o contrario, continuam com accoes a demonstrar, que para eles: Portugal e Lisboa e arredores, ou seja, onde nao houver mar e "mato", como outrora se dizia em Africa.
publicado por dalgodres às 11:00
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. UM SANTO E FELIZ NATAL!

. Agregacao de Freguesias

. As maravilhas gastronomic...

. VI Jornadas da Etnobotani...

. Ideias de um louco, ou at...

. Outubro e Novembro, tempo...

. Teatro, Exposicao e Passe...

. Fornos de Algodres na Fei...

. Parabens a Escola Element...

. Este sera de certo, o fut...

.arquivos

. Dezembro 2014

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.favoritos

. Bacalhau de Bruxelas.

. Ratzinger.

. No Estado, o absurdo não ...

. 50 anos.

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds