Quinta-feira, 8 de Março de 2007
Os Pequenos Pormenores!
Todas as localidades, sejam elas aldeias, vilas ou cidades, podem ser melhores ou piores, mais desenvolvidas ou menos, ou terem mais ou menor categoria, se acordo com as opcoes, o empenho, ou zelo de quem as governa.
Tambem se notam na maior parte das vezes estas diferencas, nos pequenos pormenores, que talvez por serem pequenos tendem a nao ser considerados importantes, talvez quem sabe porque nunca envolvem grandes verbas, porque todo o autarca gosta e de apresentar projectos grandiosos, que lhe encham o ego e por vezes outras coisas!

Recentemente referi-me a falta de toponimia, nas varias novas ruas e avenidas da minha vila natal, (Fornos de Algodres) na altura ate sugeri alguns nomes, que poderiam ser considerados para o efeito.
Hoje vou fazer um outro reparo, que em meu ver, ja ha muito deveria ter sido equacionado, mas antes de a ele me referir, eu que gosto tanto de historia, irei referir pararelos ainda recentes para comparar. Pois se a historia para algo vale e para copiar-mos o bom que ela nos mostra, ou regeitar as coisas mas ou menos boas.

Na primeira metade do seculo passado foi fundado no solar da familia de "Costa Cabral", o Colegio-Externato "Marquez de Tomar"; foi neste colegio, que teve a sua instrucao uma grande parte da gente da minha geracao. Era um colegio privado, portanto nem todos por dificuldades financeiras a ele tiveram acesso, mas de qualquer maneira foi durante muitos anos um marco educacional no nosso municipio.

Nos anos setenta, mas ainda durante o regime anterior, (nao sei a data exacta) foi demolida a antiga "escola primaria" de Fornos, que devido ao aumento da populacao escolar era exigua, (bons tempos em que havia mais populacao) tendo em seu lugar sido construido um "caixote" de betao e tijolo, onde se fundou a Escola Preparatoria " Concelheiro Lopo de Abreu", para cumprir a nova lei que obrigava a um ensino oficial de 6 anos!
Entretanto o antigo "Colegio" ja referido foi oficializado e, em fins do seculo passado foi edificada para substitui-lo, a nova Escola Elementar e Basica 2 e 3 mais Secundaria, de Fornos de Algodres; vulgo "EB 2 3+S".

Depois resta resumida explicacao, gostaria de fazer notar o meu reparo e ao mesmo tempo fazer algumas perguntas:
Porque razao a Escola Elementar e Secundaria de Fornos, nao tem patrono?
De quem deve partir a iniciativa para poder te-lo?
Quem objecta que ela tenha patrono?

A finalizar, eu que quando coloco questoes, gosto tambem de apresentar alternativas, gostaria de propor para patrono os nomes de: "Costa Cabral" ou de "Antonio Menano", serao talvez os nomes historicos mais conhecidos, mas ha muitos outros que poderiam ser equacionados!

Que me dizem os meus amigos?
publicado por dalgodres às 04:26
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
11 comentários:
De inspiração a 8 de Março de 2007 às 07:27
Penso que tem toda a razão, mas não arranja maneira de fazer chegar esses nomes?

Um abraço

JP
De avelana a 8 de Março de 2007 às 09:31
toponimia ?


lá por "casa" não há disso...
um abraço
De Sulista a 8 de Março de 2007 às 17:09
Um abraço aqui do Sul para as Américas! :-)
De A. João Soares a 8 de Março de 2007 às 17:25
Caros amigos.
Família Costa Cabral!
Será a ela que pertence o Dr. Manuel Cassiano da Costa Cabral, que deverá ter cerca de 73 anos e estudou no liceu de Viseu, tendo estado hospedado no Colégio da Via Sacra?
Se o conhece e tiver contacto com ele diga-lhe que o Barbeita manda um abraço.
Cumprimentos
A. João Soares
http://joaobarbeita.blogspot.com
De Anónimo a 8 de Março de 2007 às 18:29
Alguém sugeriu Costa Cabral, julgo que não foi levado a sério, porque é bem natural que alguém que agora deixará o poder quererá o seu nome.
Um abraço
De Alexandre Lote a 8 de Março de 2007 às 20:52
Caro Al,sinceramente não estou muito por dentro do assunto, quanto ao que possa ser necessário para darmos nomes, a escolas ou quaisquer outros espaços...
Eu só gostava de dar uma ideia...

E porque não abrir um museu um simples espaço dedicado á vida e obra de Antonio Menano. Não atrairia novas pessoas aos nosso concelho.
Infelizmente no nosso concelho ninguem tem a noção da importancia que este senhor teve para o fado nacional, eu como estudo em Coimbro tive a felicidade de ouvir falar do senhor e fui tentar saber coisas sobre ele...para meu espanto afinal era de fornos! Ou seja passei 5 anos em COimbra, 18 em Fornos e tive mais informação em Coimbra que em Fornos sobre uma pessoa que é de fornos...
Enfim...
De Alexandre Lote a 8 de Março de 2007 às 20:54
Só para fazer uma correcção. Esqueci-me de colocar um ponto de interrogação na seguinte frase:

Não atrairia novas pessoas ao concelho? (forma correcta)

Abraço fornense
De Debaixo do Bulcão a 9 de Março de 2007 às 07:08
Obrigado pela visita ao blog Debaixo do Bulcão. Não posso acrescentar este à lista de links, pois não cumpre os requisitos (ser um espaço de poesia ou de divulgação literária). Mas prometo passar por cá mais vezes.

António Vitorino
debaixodobulcao.blogspot.com
vitorinices.blogspot.com
De Debaixo do Bulcão a 9 de Março de 2007 às 07:11
Adenda ao comentário anterior:

Assim que me for possível (pode demorar alguns dias...) colocarei um link para este espaço no meu blog pessoal (vitorinices.blogspot.com)
De MRelvas a 9 de Março de 2007 às 18:08
AMIGO
Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra amigo!

"Amigo" é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo,
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!

"Amigo" (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
"Amigo" é o contrário de inimigo!
"Amigo" é o erro corrigido
Não o erro perseguido, explorado,
É a verdade partilhada, praticada!

"Amigo" é a solidão derrotada!
"Amigo" é uma grande tarefa,
É um trabalho sem fim,
Um espaço sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
"Amigo" vai ser, é já uma grande festa!
Alexandre O'Neill, No Reino da Dinamarca

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. UM SANTO E FELIZ NATAL!

. Agregacao de Freguesias

. As maravilhas gastronomic...

. VI Jornadas da Etnobotani...

. Ideias de um louco, ou at...

. Outubro e Novembro, tempo...

. Teatro, Exposicao e Passe...

. Fornos de Algodres na Fei...

. Parabens a Escola Element...

. Este sera de certo, o fut...

.arquivos

. Dezembro 2014

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.favoritos

. Bacalhau de Bruxelas.

. Ratzinger.

. No Estado, o absurdo não ...

. 50 anos.

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds