Domingo, 11 de Março de 2007
Construcao ou re-construcao?
Casas em ruina, na Rua da Torre

Vejo com muita magoa, que as zonas antigas e historias das nossas cidades e vilas, se encontram despovoadas e os predios outrora cheios de gente e de vida caiem em ruina! Esta constatavel realidade, e tambem visivel na minha vila de Fornos para nao variar.

A cerca de um ano, andei perdido pelas mais antigas ruas da vila, a procura de vestigios de "cristaos-novos", deparei entao (pois normalmente nao passo por essa area) com bastantes antigas habitacoes, num estado de ruina lastimavel. A fotografia que ilustra esta entrada e bem ilucidativa.

Isto para alem de me trazer uma tristeza imensa, fez-me pensar um pouco. Porque razao se continua a construir novos predios, deixando ao abandono e a cair aos bocados as antigas habitacoes. Havera decerto muitas razoes, mas o que se nota mais, e a voragem de consumo de betao, que vai enriquecendo uns quantos enquanto descarateriza as localidades.

Ora digam-me ca, nao se viveria com muito mais qualidade de vida, em qualquer uma destas casas reconstruidas com as comodidades da vida moderna, do que num apartamento entalado num moderno predio qualquer?

Sei que os "patos bravos", (queria dizer os senhores empreiteiros) estao muito mais interessados em fazer obra nova e nao incentivam as reconstrucoes. As camaras por sua vez tambem nao fazem o que devem, em estimular as reconstrucoes. Portanto enquanto nao mudar-mos de mentalidade, vamos continuar a ver nascer como cogumelos, novos predios de apartamentos, enquanto as zonas antigas definham e caiem aos bocados.

E que triste e, ver-mos estas casas graniticas neste abandono!
publicado por dalgodres às 06:04
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
14 comentários:
De A. João Soares a 11 de Março de 2007 às 15:49
Agradeço a visita ao «Estado-Polícia» e o comentário. Concordo e apoio este seu post. Se houver muitas posições semelhantes a esta, os responsáveis acordarão da sua sonolência e o País melhorará. O País somos todos nós. O País é nosso. Devemos fazer tudo o que esteja ao nosso alcance para que ele se torne numa coisa civilizada entre os melhores do Mundo, e não num pântano entre os piores.
Parabéns pelo seu trabalho.
Um abraço
AS. João Soares
De Maria a 11 de Março de 2007 às 17:52
É triste este abandono.
Não tenho dúvida que a qualidade de vida é outra...
Tem é que haver alternativas para as zonas do interior fixarem lá os seus jovens...

Um abraço
De DairHilail a 11 de Março de 2007 às 19:13
Chego voando...parei para te ler...gostei de sentir tuas palavras...agora parto...no meu voo...
Fica bem!
De chanesco a 11 de Março de 2007 às 20:28
Caro amigo Al

É triste deparar-nos de caras com o abandono principalmente se se trata de algo que há muito não víamos e que nos era familiar.
De repente nem sequer nos vem à ideia de que a história avança à velocidade do tempo.

Um abraço raiano
De Jofre Alves a 12 de Março de 2007 às 02:23
Peregrinação sentida de quem ama a sua terra e faz disso motivo de defesa dos valores locais. Resta como sempre apreciar o seu trabalho e desejar boa semana.
De avelana a 12 de Março de 2007 às 05:06
pois na minha aldeia não deixam construir, só recuperar as antigas casas de granito...

Normoses ...

boa semana
De joão oliveira a 12 de Março de 2007 às 14:24
cumprimentos
é pena ver estas situações de casa ao abandono, casas de construção em pedra, os nossos politicos deviam pôr aqui os olhos e ajudar dentro do possivel
saudações de terras de tavares
De MRelvas a 12 de Março de 2007 às 15:13
Acontece pelo País todo...ainda no outro dia contei casas abandonadas no Centro do Porto e perdi a conta-nunca mais acabavam...as escolas fecham no interior das cidades e o pessoal vai morar para os arredores...com casas tão boas no centro a cairem!

Assim vai acontecendo nas nossas aldeias e vilas também!

Segue-se a desrtificação...

É bom alertarmos para esta situação!

Abraços

MRelvas
De Magno a 12 de Março de 2007 às 19:49
Muitos Parabéns pela divulgação do Concelho onde passo férias e um dia, quem sabe ainda aspiro a tabalhar aí!
Cumprimentos Beirões, tendo a Fraga da Pena na minha mente e todo aquele ambiente único que a rodeia.
Magno
De Isabel Magalhães a 13 de Março de 2007 às 17:52
Acabei de ver que estás nos 'Estates'! :))))

Venho deixar um abraço e um beijinho.

I.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. UM SANTO E FELIZ NATAL!

. Agregacao de Freguesias

. As maravilhas gastronomic...

. VI Jornadas da Etnobotani...

. Ideias de um louco, ou at...

. Outubro e Novembro, tempo...

. Teatro, Exposicao e Passe...

. Fornos de Algodres na Fei...

. Parabens a Escola Element...

. Este sera de certo, o fut...

.arquivos

. Dezembro 2014

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.favoritos

. Bacalhau de Bruxelas.

. Ratzinger.

. No Estado, o absurdo não ...

. 50 anos.

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds