Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2007
O "Queijo Serra da Estrela" novamente!!!

Como estamos no tempo dele, vamos novamente falar do "Queijo da Serra". Como natural destas paragems serranas e residindo longe delas, todas as noticias relacionadas com a "nossa Serra" me conseguem cativar. Foi por isso que li com bastante interesse, a noticia hoje publicada no "Diario XXI", sobre Celorico da Beira e sobre o "Queijo.

Fiquei contente em finalmente o edil de Celorico, tambem ja concordar com um certame unico, para divulgacao do producto: "Queijo Serra da Estrela" e, tambem gostei de saber que naquele concelho nosso vizinho, nao tem tantos problemas para a escoacao do producto, como noutros sitios. Mas notei e isso ate ja nao e nada de novo, que Celorico concorda, sempre e quando seja este municipio o motor desse tal certame e, ele seja realizado ali.

Ora e precisamente ai que esta o busilis do problema, de facto Celorico e um grande concelho productor de "Queijo", mas nao e o unico e nunca teve a maior feira de Queijo! E certo que desde a decada de 80 do seculo passado se auto intitulou: "Capital do Queijo da Serra", (todas as terras querem ser capital de qualquer coisa) e construiu o "Solar do Queijo" que alguma coisa tem feito para divulgar o producto. Mas a divulgacao, nao pode (ou deve) ser unicamente num so municipio e os outros a reboque, tem que ser em cooperacao e em unidade entre todos os nunicipios productores, sejam eles grandes ou pequenos.

Quem ja ha anos esta a pregar contra o deserto nesta area, e o autarca de Fornos, parece que so agora lhe comecam a dar alguns ouvidos, vamos portanto e sem bairrismos bacocos, avancar com projectos conjuntos, pois ate e nessa area que apontam as novas regulamentacoes do QREM, a ultima chance que Portugal tem, para um desenvolvimento sustentavel.

Essas mesmas unioes cooperantes devem ser nao so nesta area, mas em muitas outras tambem, como a educacao, saude, vias de comunicacao, abastecimentos de aguas e energias, etc. etc.

Tambem reparei na noticia referida, que em Celorico ja deixou de realizar-se a Feira-Mercado, que se realizava quinzenalmente. Ora se essa vila e a "Capital do Queijo", porque e que ja nao se realiza o mercado quinzenal? Se calhar e porque o nao e!!!

Em Fornos de Algodres continua a realizar-se, pelo quem estiver interessado em vender ou comprar queijo, aqui se podera deslocar, todas as segundas e quartas "segundas feiras" durante os meses de Novembro a Maio.

Para os menos entendidos nesta area, tenho que informar que embora a feira continue pelo dia adiante, o "Queijo" negoceia-se de madrugada, normalmente as nove horas da manha, ja essa parte da Feira terminou.
publicado por dalgodres às 03:11
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Domingo, 25 de Fevereiro de 2007
Mais dinamismo precisa-se!
O meu municipio:http://www.cm-fornosdealgodres.pt que ate foi dos primeiros na nossa regiao, a possuir um sitio na "internet", tem-se ultimamente deixado ficar, mais ou menos parado no tempo. Recentemente renovado e quando se esperava mais dinamismo, este nao acontece e ate parece nada de novo acontece por la. Entretanto sei eu, que ate me encontro uns milhares de quilometros distante, que nao e assim.

Pois este fim de semana realizou-se por la, a XII prova de todo o terreno ; "Rota da Esgalhada". No proximo mes vai realizar-se tambem um outro evento, a que referirei daqui a dias, entretanto o portal do municipio ainda continua na anunciar na pagina principal; a "Festa do Queijo" realizada em Janeiro e outros eventos realizados em Outubro e Novembro do ano passado!!!

Mais dinamismo necessita-se e urgentemente!
publicado por dalgodres às 08:25
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2007
O beirao "Entrudo" !

Em tempos de Carnaval, quero hoje falar do "Entrudo". Infelizmente (digo eu) o nosso tradicional Entrudo, ja se encontra muito deturpado e, os varios carnavais que se fazem por todo o pais embora conservem algo de tradicional, sao quase uma verdadeira transpantacao das festas brasileiras, que embora lindas e alegres, seriam muito bem escusadas nesta nossa terra.

O nosso pais tem as suas verdadeiras tradicoes carnavalescas, que bem poderiam e deveriam ser revividas, porque sao elas que nos fazem ser diferentes dos outros povos!

Foi portanto com um agrado acrescido, que assisti hoje a uma reportagem, integrada no "Portugal em Directo"; programa da RPT, sobre as festividades do "Enterro do Entrudo" que se realizam hoje pelas ruas da cidade da Guarda, a sede do nosso Distrito.

Neste tempo de globalizacao, sao de louvar iniciativas como esta, que juntaram varios grupos culturais e foram patrocinadas pela edilidade guardense. Foram recriadas tradicoes que tem origem na idade media, onde Gil Vicente foi buscar as raises do nosso teatro e, trazem as novas geracoes e aos naturais de outras regioes, o nosso "Entrudo" que tem muito que ver com a ingenuidade e expontaneadade do povo beirao, com farsas que tem que ver com as actividades e com as gentes, e e genuino do nosso pais.

Nao tenho nada contra os "carnavais abrasileirados", mas um desfile sambistas com trajos reduzidos, no nosso frio do mes de Fevereiro, nota-se logo que nao e natural nem nacional e nao tem nada que ver connosco.

Ja ha algum tempo escrevi, que "temos de ser diferentes para ser-mos referencia", por isso so me resta louvar a camara e as gentes da Guarda, por fazerem renascer o "nosso Entrudo" tradicional.
Tambem e porque sei que o entrudo tambem tem tradicioes, nas "Terras de Algodres", principalmente na antiga vila, mas tambem por toda a regiao. Muito gostaria que as nossas autarquias seguissem o exemplo da cidade mais alta e transformassem a regiao da Serra da Estrela, na referencia nacional do "Entrudo portugues".
publicado por dalgodres às 14:37
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2007
FORNOS e seus brazoes!

Provavelmente muita gente conhece, o brazao do municipio de Fornos de Algodres, mas o que provavelmente poucos conheceram, o brazao da freguesia, que engloba a totalidade da vila e bem assim a povoacao de Fornos Gare, a parte norte da povoacao da Ponte Nova e uma imensidade de Quintas (infelizmente muitas ja abandonadas).

Entao aqui esta: Neste brazao esta muito bem representada, a provavel origem do toponimo "Fornos" e tambem a geografia e a riqueza da terra!
Na parte superior um cacho de uvas brancas, simbolizando a apetencia agricola e ate viticola desta terra; Ao centro dois fornos de cozedura, havendo os simplistas a dizer que era de "pao", enquanto outros mais coerentes, afirmam que eram de cozedura ceramica ou ate de cal.
Na parte inferior trez cursos de agua: "Rio Mondego", Ribeira da Canharda" e Ribeira de Cortico"; Que sao os cursos de agua que delimitam a freguesia

E e porque este brazao, bem representa a freguesia de Fornos de Algodres, e que eu gostaria de chamar a atencao a quem de direito, para a talvez possivel e ate desejavel, modificacao do brazao concelhio, pois nao ha nele nada, que reflita a origem, a historica, ou os monumentos no nosso municipio.








publicado por dalgodres às 11:45
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2007
PLACAS E TOPONIMIA
Ja aqui me referi as placas identificativas e direcionais e, a toponimia algumas vezes, mas vou novamente dedicar-me a este tema, devido a uma conversa que tive ultimamente, com um conterraneo meu.

Devido a encontrar-me longe, mesmo querendo estar devidamente informado, nao consigo estar em cima de todos os problemas, ou das coisas boas que se vao fazendo por la, pelo que muitas vezes dependo da informacao de terceiros.

Ora quando me referi a falta de placas identificadoras da "Serra da Estrela" na nova A25, um amigo meu informou-me tambem, que embora sem ser talvez da responsabilidade da entidade da referida autoestrada. Tambem existe a falta de uma placa informadora no no de Fornos de Algodres, acerca do "Centro de ferias do INATEL", existente neste concelho "Serrano".

Pelo que se alguem com responsabilidade autarquica, poder providenciar a referida placa, creio que seria de muita utilidade e ao mesmo tempo um contributo a economia regional (creio eu).

Ja no que toca a toponimia, tambem ja ha umas quantas entradas atraz me referi, que ja nao e sem tempo, a colocacao de placas toponimicas, nas novas ruas e avenidas da "nossa vila".
Nesta area e se a comissao de toponimia, ( se e que existe) nao tem nomes para dar as arterias da vila, queria sugerir dois nomes.
E para nao dizerem que so louvamos os mortos, estas duas personalidades que estao de alguma forma relacionadas com o nosso municipio, merecem sem duvida uma homenagem em vida.
Sao eles o "Raul Solnado" e a "Eunice Munoz".

Quem dos meus leitores nao concorda comigo?
publicado por dalgodres às 20:37
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007
Feira anual de S. Braz - Juncais.
Um postal antigo do largo, a volta do qual onde se desenvolve a "Feira de S. Braz".

Embora residindo longe, nao tenho a certeza absoluta, creio ser este domingo, dia 4 de Fevereiro, que se realiza a "Feira anual de S. Braz", em Juncais, concelho de Fornos de Algodres.

Infelizmente nao consegui confirmar esta informacao, no site municipal: http://www.cm-fornosdealgodres.pt. Tambem nao e de admirar, pois raramente e actualizado. (depois admiram-se que outros municipios nos ultrapassem!!!)

No entanto creio nao estar a induzir em erro, nenhum dos possiveis visitantes.
Passo a informar que para alem de feira popular, normalmente existem tendas de artezanato e, muito especialmente as "tascas" que apresentam a iguaria da freguesia "Os peixes do Rio", confecionados de varias maneiras.

Esta sera mais uma oportunidade, para visitarem o municipio de "FORNOS" e muito especialmente esta ridente freguesia.
publicado por dalgodres às 09:59
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. UM SANTO E FELIZ NATAL!

. Agregacao de Freguesias

. As maravilhas gastronomic...

. VI Jornadas da Etnobotani...

. Ideias de um louco, ou at...

. Outubro e Novembro, tempo...

. Teatro, Exposicao e Passe...

. Fornos de Algodres na Fei...

. Parabens a Escola Element...

. Este sera de certo, o fut...

.arquivos

. Dezembro 2014

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.favoritos

. Bacalhau de Bruxelas.

. Ratzinger.

. No Estado, o absurdo não ...

. 50 anos.

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds